Os últimos anos foram marcados por uma forte recessão econômica e crise na política brasileira. Aliando-se isso ao fato de que a economia global estava estagnada, criou-se um panorama negativo para todos os mercados. O PIB seguia em baixa e a economia não parecia dar indícios de crescimento. Contudo, a forte crise que atingiu o setor imobiliário está perdendo força há alguns meses e já é possível visualizar sinais de recuperação em um horizonte não muito distante.

Embora o mercado imobiliário não esteja vivendo os tempos de bonança da década passada, com as ações do mercado em 2017 é possível apontar um 2018 mais positivo. Um dos motivos que comprovam a previsão é a estimativa de queda em 5,07% no índice de inflação e a taxa de juros, que também segue com projeção de redução.

Continue lendo o artigo abaixo e entenda os motivos que apontam para uma retomada do crescimento do mercado imobiliário em 2018:

1-Queda na inflação

Com a estimativa de queda do índice de inflação em mais de 5% para acumulado no ano, a tendência do preço dos imóveis é seguir o ritmo e cair também. Com isso, há aumento da procura de compradores no mercado e, consequentemente, impulsionamento do setor.

Mesmo que a retomada ainda seja lenta, a queda da inflação se apresenta como um dos principais motivos para acreditar-se na recuperação do mercado imobiliário em 2018.

Ainda segundo as previsões de especialistas em economia, a inflação desacelerada é propícia para que se criem mercados mais aquecidos e competitivos. Com registro de queda desde 2015, onde se manteve em 10,7%, a inflação continua caindo e, segundo o presidente do Banco Central, a ideia é começar o ano com a meta fiscal de 4,5% de 2017 alcançada.

2-Taxa de juros desacelerada

A desaceleração da taxa de juros é outro indício importante de que o mercado imobiliário em 2018 estará mais próximo de voltar aos bons tempos.

É fácil prever isso porque, com os juros altos, as pessoas pensam e repensam se realmente vale a pena comprar um imóvel. Com a explosão da crise financeira e os índices de inadimplência batendo recordes, era natural que o mercado se precavesse e que as compras desenfreadas da última década diminuíssem.

É como um efeito dominó: com juros altos, o crédito se torna mais inacessível, isso gera inibição do consumo, grandes quantidades de produtos no estoque e etc. Porém, com a aguardada queda na taxa de juros para 2018, é esperado que a confiança do consumidor retorne em adquirir bens de consumo duráveis, como imóveis, por exemplo.

3-PIB em ascensão

Apesar da crise política e baixa popularidade do governo, o PIB está crescendo. Ainda que seja lento, os últimos dados fornecidos pelo mercado apontam que o país apresenta um crescimento positivo.

Como o crescimento do país está diretamente relacionado ao crescimento do mercado imobiliário, uma vez que este rege a maior parte da economia brasileira, os motivos para alegrar-se são reais. Com o PIB em alta, é natural que os mercados acompanhem o crescimento e isso se refletirá em todas as áreas.

Outro dado que contribui para manter-se otimista com o mercado imobiliário em 2018, é que o FMI – Fundo Monetário Internacional – estima que a economia brasileira cresça após 2017. A atual projeção de crescimento do PIB em 1,5% encerra as antigas projeções nulas que desanimavam o mercado.

4-Aumento de investimentos

Os registros de queda nos investimentos, que em 2016 e início de 2017 foram de 8,7%, pararam de cair. Pesquisas recentes apontam que o aumento nos investimentos no país chegou aos 4%. Com isso, os investidores que antes estavam inseguros, encontrarão um mercado mais estável para investir. Esse cenário positivo contribuirá para que mais pessoas apostem na alta do mercado em geral.

Em consequência, espera-se que os bancos aumentem os investimentos e liberem mais crédito no mercado, o que proporcionará uma linha financeira alternativa para quem deseja comprar um imóvel.

Fonte: sócorretor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: